As vítimas da queda de paredão em Capitólio, MG os dez mortos estavam hospedados em uma pousada MG


As vítimas da queda de paredão em Capitólio, MG os dez mortos estavam hospedados em uma pousada em São José da Barra MG Todas as dez vítimas do desabamento de pedras em Capitólio (MG) já foram identificadas. Elas estavam na mesma lancha que tinha o nome de "Jesus", segundo o delegado regional da Polícia Civil, Marcos Pimenta.

As vítimas da queda de paredão em Capitólio, MG os dez mortos estavam hospedados em uma pousada em São José da Barra MG Todas as dez vítimas do desabamento de pedras em Capitólio (MG) já foram identificadas. Elas estavam na mesma lancha que tinha o nome de "Jesus", segundo o delegado regional da Polícia Civil, Marcos Pimenta.

Eles estavam hospedados em um rancho em São José da Barra (MG) e eram familiares e amigos uns dos outros.

O dono da pousada era proprietário da lancha e também parente das vítimas. O piloto era funcionário dele, de acordo com informações da polícia.

A primeira vítima foi identificada oficialmente na manhã deste domingo. Outras quatro vítimas foram identificadas durante a noite. Cinco vítimas foram identificadas nesta segunda-feira (10).

O delegado informou que já há informações sobre as outras pessoas que morreram, mas a polícia aguarda a resposta dos laudos e dos testes de DNA para ter a comprovação oficial da identificação. O porta-voz do Corpo de Bombeiros de MG disse que não tem previsão para o fim das buscas

Acidente em Capitólio - MG 10 mortes e 30 feridos, a Polícia Civil identificou oito vítimas da tragédia em Capitólio, cidade turística de Minas Gerais, onde uma rocha se desprendeu de um paredão e caiu sobre lanchas com turistas.

Capitólio - MG Desmoronamento de uma rocha mata 10 turista em lancha e deixa vários feridos 30 pessoas


Capitólio - MG Desmoronamento de uma rocha


Capitólio - MG Polícia Civil identifica primeira vítima fatal, identificação das vítimas tem sido prejudicada pelo estado dos corpos, diz a polícia.

Um jovem de 14 anos e seu pai seguem desaparecidos.

A Polícia Civil de Minas Gerais identificou neste domingo (9) a primeira vítima fatal do desabamento de rochas em Capitólio, que matou oito pessoas e deixou dois desaparecidos.

Julio Borges Antunes, de 68 anos, era natural de Alpinópolis, em Minas Gerais. Segundo a polícia, o corpo identificado já foi liberado para sepultamento.

Segundo o médico legista Marcos Amaral, do Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Passos, que atua no caso, apenas o estado do corpo de Julio Borges possibilitou uma identificação formal mais ágil por conta do estado de conservação.

“Infelizmente, os corpos estão com aspecto bastante prejudicado. Proceder com a identificação possível foi em apenas um caso”, disse o médico em entrevista coletiva neste domingo.

O delegado regional de Passos, Marcos de Souza Pimenta, disse que o foco das operações policiais está, neste momento, na identificação das vítimas e que os dois desaparecidos são um jovem de 14 anos e seu pai.

Apesar do reconhecimento formal ainda não ser possível, as famílias das vítimas já reconheceram outros corpos por conta de objetos pessoais como anéis e camisetas, além de características físicas como arcada dentária e tatuagens, além da presença de aparelhos dentários, disse o delegado.

A identificação das outras vítimas, porém, foi classificada como “precária” pelo delegado, e o reconhecimento formal só deve ser possível depois do encaminhamento dos corpos para Belo Horizonte.

“O foco é identificar as vítimas, colher material genético para confrontá-los com fragmentos corporais que já encontramos para futura identificação em Belo Horizonte”, disse Pimenta.

Pimenta ressaltou ainda que, se não fosse o tempo chuvoso, a situação poderia ter sido pior porque é comum ter entre 50 e 100 pessoas nadando na região em um dia de sol.

Investigações

A apuração da Polícia Civil diz que todas as vítimas fatais estavam na lancha “Jesus”, e que as embarcações presentes na região no momento do desmoronamento saíram da região de Turvo e operavam legalmente.

O delegado responsável diz que vai ouvir geólogos para identificar se o desmoronamento teve alguma interferência humana, como o barulho das lanchas no canyon, ou se foi apenas resultado do desgaste natural das rochas.

A Marinha deve fazer uma investigação paralela à da Polícia Civil.


os bombeiros estão no local e resgatando as vitimas, três crianças foram salvas com ferimentos leves.

Voltamos em breve com mais noticias jornal TV

atualização em 10 de Janeiro de 2022

Acidente em Capitólio - MG 10 mortes e 30 feridos, a Polícia Civil identificou oito vítimas da tragédia em Capitólio, cidade turística de Minas Gerais, onde uma rocha se desprendeu de um paredão e caiu sobre lanchas com turistas.

Todas as vítimas eram de Minas ou de São Paulo. Das vítimas identificadas pela polícia, três já foram liberadas para os familiares.

São elas:

Júlio Borges Antunes, 68 anos, natural de Alpinópolis (MG); Camila Silva Machado, 18 anos, de Paulínia (SP); Maycon Douglas de Osti, 24 anos, de Campinas (SP); Sebastião Teixeira da Silva, 64, de Anhumas (SP); Marlene Augusta Teixeira da Silva, 57, de Itaú de Minas (MG). Geovany Teixeira da Silva, 37, Itaú de Minas (MG); Geovany Gabriel Oliveira da Silva, 14, Alfenas (MG); e Thiago Teixeira da Silva Nascimento, 35, Passos (MG)

Outras cinco ainda estão no IML (Instituto Médico Legal) de Passos (MG)

Além dos oito já identificados pela Polícia Civil, há:

Piloto da lancha, 40, Betim (MG); Mulher, 43, de Cajamar (SP)



Jornal TV

Data: 09 de Dezembro de 2021 Domingo

AB Agência Brasil / Jornal TV

NEWS web@jornal.tv BRASIL

Mtb: 79.731/SP Jornalista e Publicitário Reizinho

55 11 99923-2580 WhatsApp

Redação Jornal TV / Divulga Brasil

Jornal TV / newspaper / jornal

O Jornal TV reforça o compromisso com o jornalismo brasileiro, profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O Jornal TV no Facebook, no Twitter, LinkedIn e no Instagram.

Ajude a aumentar a nossa comunidade.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS / BREAKING NEWS


0 visualização0 comentário