O impacto da liberação da Anac na massificação dos drones de entregas


o impacto da liberação da Anac na massificação dos drones de entregas

o impacto da liberação da Anac na massificação dos drones

Agência Nacional de Aviação Civil concedeu autorização para que a empresa de delivery realize entregas com as aeronaves; testes eram feitos desde 2020.

Os drones aplicados ao delivery começaram a ser testados em agosto de 2020 após autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Desde o início de 2022, as aeronaves também passaram a ser utilizadas em oito estados por meio de uma autorização concedida à Speedbird Aero que desenvolveu tecnologia nacional na produção das aeronaves e nos softwares de navegação.

Os drones usam uma rota pré-determinada, partindo e chagando em locais chamados de droneportos. A operação experimental já foi feita em Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), João Pessoa (PB), Aracaju (SE), Rio de Janeiro (RJ), Campinas (SP) e São Paulo (SP).

LEIA TAMBÉM: 5 empresas que fazem delivery com drones e robôs

Samuel Salomão, chefe de produto da Speedbird, destaca que o uso de tecnologia nacional é crucial para  massificação dos drones. A aeronave usada é a DLV-1, drone com capacidade de levar até 2 quilos de carga em uma distância de quatro quilômetros, que poderá ser ampliado em breve

#jornaltvbrasil

Jornal TV


0 visualização0 comentário